Na Luta pela Escola Pública

Este blog pretende criar um espaço para informações e discussões sobre Escola Pública na Região dos Lagos, com destaque para o município de Cabo Frio.

O nome “Pó de Giz” é tomado, por empréstimo, do antigo time de futebol dos professores do Colégio Municipal Rui Barbosa. Um colégio reconhecido por sua luta pela educação pública de qualidade. Um lugar onde fervilha a discussão educacional, política e social. Colégio que contribui de maneira significativa na formação de seus alunos, lugar onde se trabalha com o sentido do coletivo.

O " Pó de Giz" é uma singela homenagem a essa escola que tem um "pequeno" espaço educacional, mas corajoso e enorme lugar de formação cidadã.


quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Todos pelo dinheiro da educação!

Estamos perto da escolha do livro didático do ensino médio.
Os professores escolherão os livros das grandes editoras pq são essas que conseguem chegar até o professor fazendo sua divulgação.
O programa do governo federal "todos pelo dinheiro da educação" vai de vento em popa!
Apenas 4 grupos editoriais ficam com 81,49% do valor gasto pelo ministério com livros didáticos
Em 2009 e 2010, o grupo Abril, ou grupo Civita, recebeu 26,06% do valor gasto pelo Ministério da Educação com livros didáticos – R$ 358.843.893,25 (358 milhões, 843 mil, 893 reais e 25 centavos), segundo os dados sobre “valores negociados com as editoras”, fornecidos pelo próprio MEC.
E a roda da fortuna continua girando...



sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Reunião Ordinária da direção do SEPE LAGOS

Ontem, 07/08, houve reunião ordinária da direção do SEPE Lagos. Informes das redes:
* Assembleia estatutária dia 11/08, 18h, para eleição de 03 representantes de base para o Conselho deliberativo no dia 16/08 - Rio de Janeiro. Da direção foram eleitos Charles Pimenta, Denise Teixeira e Nancy Belo
* Arraial - ato dia 12/08, com assembleia e uso da tribuna na câmara - 15h
* Búzios - assembleia dia 13/08, na Câmara, 18h.
* Cabo Frio - ato dia 20/08, em defesa do PCCR, na Câmara, 18h30min
* Encontro do Núcleo de Aposentados em 12/09 e Encontro Estadual de Aposentados 28 a 30/10, em Raposo. O Sepe Central pagará para 03 aposentados (por núcleo) e o SEPE Lagos por mais 05 ( do Núcleo)
* Foi aprovado processo seletivo para novo funcionário no SEPE LAGOS - cargo Auxiliar Administrativo, carga horária de 40h, salário de R$1200,00. Inscrições no núcleo do dia 11/08 a 15/09, prova dia 20/09. O edital será divulgado amplamente no blog, face e jornal local.
* Teremos reunião extraordinária da direção dia 14/08, 18h, para discussão da lei de consulta para diretores de Cabo Frio. A reunião será aberta para que TODXS possam contribuir.
* Discutimos ainda a questão de assédio moral ocorrida nas unidades escolares.
Solicitamos assembleia da rede estadual para mobilização e fortalecimento da luta, mas a chapa majoritária discordou dizendo que quem toca a luta estadual é o SEPE Central. Nós da minoria discordamos e evocamos o estatuto, artigo 59, no que diz respeito a autonomia política no âmbito do núcleo. Gostaríamos de esclarecimentos de SEPE Central, diretores de outros núcleos para saber se estamos impedidos de organizar os profissionais da rede estatual em nosso núcleo. A coordenação diz que o núcleo só pode convocar assembleias em greves. Consideramos uma aberração tal afirmativa, mas não teríamos força (votos) para aprovar diferente do que foi decidido.

terça-feira, 29 de julho de 2014


Rio de Janeiro sediará o Encontro que será realizado entre os dias 8 e 10 de agosto

prazo para as inscrições do Encontro Nacional de Educação (ENE), que será realizado no Rio de Janeiro entre os dias 8 e 10 de agosto, se encerra nesta quarta-feira 30/07. O evento reunirá professoresestudantestécnico-administrativo sem educação e militantes
 de diversos movimentos sociais e populares que darão um novo ponto de partida para a unificação das lutas dos movimentos sindicaissociais e populares em defesa da educação pública.

Para se inscrever, é preciso preencher formulário CLIQUE AQUI e efetuar o pagamento, por meio de depósito identificado na conta corrente 26.826-7, da agência 2883-5, do Banco do Brasil. Os valores são de R$ 30 por pessoa e R$ 5 para militantes de movimentos populares. Outras informações estão disponíveis no blog do ENE.

Marcha Nacional em Defesa da Educação Pública 

A abertura do ENE será marcada pela Marcha Nacional em Defesa da Educação Pública, que será realizada a partir das 16h30 do dia 8, sexta-feira, com concentração na Candelária, centro do Rio de Janeiro.

Eixos centrais

O Encontro Nacional de Educação defende o financiamento da educação pública; a democratização da educação; o acesso e permanência; o passe livre e transporte público.

O ENE é contra a privatização e mercantilização da educação das creches à pós-graduação; a precarização as atividades dos trabalhadores da educação e a avaliação meritocrática na educação.

Organização

O Encontro é organizado pelo Comitê Executivo Nacional da Campanha pelos 10% do PIB para a Educação Pública, Já!, que reúne entidades como o ANDES-SN, a CSP-Conlutas, o Sinasefe, Assembleia Nacional dos Estudantes – Livre (Anel), a Oposição de Esquerda da União nacional dos Estudantes (UNE), a Executiva Nacional de Estudantes de Educação Física (EXNEEF), entre outras entidades e movimentos sociais.

O ENE será realizado no Clube Municipal Tijuca – Rua Haddock Lobo, 359 – Rio de Janeiro


Confira a programação do Encontro Nacional de Educação:

08/08 
– sexta-feira – 16h30 – Ato de Abertura: Marcha Nacional em Defesa da Educação Pública na Candelária – da Candelária à Cinelândia;

09/08 – sábado – 8h30 – Mesa Conjuntura, lutas sociais e educação;

14h – Grupos de Discussão (I – financiamento; II – democratização da educação; III – transporte, passe livre; IV – privatização, mercantilização; V – avaliação e meritocracia; VI – precarização das condições de trabalho; VII – acesso e permanência)

10/08 – domingo – 8h30 – Plenária Final

Página oficial do evento: ENE

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Downloads Importantes

Nesse nosso SITE vc poderá baixar arquivos importantes da educação.
Em destaque a lei de Consulta (em vigor) para diretores em Cabo Frio:

Educação Revolucionária

sábado, 19 de julho de 2014

PALPITES da COPA

PALPITES da COPA
(Luiza Romão)
Era pra ser de várzea, te fizeram Itaquerão.
Era pra ser pelota, pelada
Pedala, Pelé,
projeto de pátria, bola no pé
mas virou World Cup
pro elenco de estrelas,
investimento estratosférico,
não sei mais o nome dos teus astros,
por isso escalo o que vejo no estádio:
Fiat na zaga;
Adidas pelo meio;
BR cruza pra Unimed
lá vem Semp Toshiba
olha o Habbibs chegando
LG com Liquigaz,
e é GOOOOOOL!!!
(Linhas áreas inteligentes)
nesse passe-repasse, a bolada some
num passe de mágica.
em campo são onze,
mas a ordem vem do Banco.
Apararam a grana do gramado
pra debaixo do tapete.
o chapéu virou cartola;
não sei o que fizeram do coelho nessa história.
não há impedimento
pros seus cruzamentos
financeiros.
a barreira aperta
mas a bola sobe:
encobre o goleiro, o fiscal, o agiota.
seu estádio vale mais do que qualquer escola
professor bem pago é o técnico dessa palhoça
enquanto isso, os moleques
só usam caneta
na hora de fazer gol de letra.
Aos 48 do segundo tempo
Um, dois, cinco milhões
de acréscimo por alguma entrada ilícita
ou falta
de planejamento
o meio de campo tá armado com canhão,
tiro de meta pra silenciar quem,
do lado de fora, protesta
Carrinho agora é blindado
bicicleta, envenenada
arquibancada só pra quem tem cartão amarelo
visa, mastercard ou cielo
de TUP(i)
só a organizada,
sua língua oficial
é Real Madrid
Sócrates virou auto-ajuda
Casagrande nunca foi da senzala
seus ídolos não tem mais Raí.
na minha terra tinha Palmeiras
onde cantava galo, gavião, periquito
terra de todos os Santos
de São Paulo a Santo Expedito.
era pra ser Fla-flu
Botando fogo nos Sport
Grêmios de toda sorte.
mas seu Cruzeiro aponta pro Hemisfério Norte,
você só quer saber ser auto-alstral
sua Vitória é Internacional
Se esse é o país do Futebol,
eu penduro minhas chuteiras
enquanto o grito na garganta
for motivo de pranto,
espero voltar do vestiário
o futebol primário,
sem empreendedores
que faz de nós,
Libertadores!

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Queremos ELEIÇÃO para diretor!


Reunião escolar no Instituto Professora Ismar Gomes vira caso de polícia

Integrantes do Sindicato Estadual dos Professores de Educação da Região dos Lagos (Sepe Lagos) dizem ter sido expulsas e ofendidas

Publicado em 17/07/2014 às 20:13
Reunião escolar no Instituto Professora Ismar Gomes vira caso de políciaSÉRGIO MEIRELLES
Quatro integrantes do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação da Região dos Lagos (Sepe Lagos) afirmam que foram expulsas anteontem do Instituto Professora Ismar Gomes de Azevedo, no centro de Cabo Frio. A expulsão teria sido pedida pela direção da escola, que acionou a polícia. As sindicalistas alegam ainda que foram ofendidas. Elas pretendem fazer uma queixa-crime no Ministério Público.
Segundo a coordenadora-geral do Sepe Lagos, professora Denise Soares Teixeira, ela e mais três companheiras encontravam-se em reunião com professores da escola para orienta-los sobre o abono dos dias parados durante a última greve da categoria, que terminou no fim do mês passado. Foi nesse momento, diz Denise, que a diretora, identificada apenas por Alexandra, entrou na sala, as ofendeu e pediu o apoio da Polícia Militar para retirá-las do colégio.
–  Ela (a diretora) estava descontrolada. Primeiro nos perguntou quem havia dado autorização para entrarmos na escola e quando eu disse qual era o nosso propósito ela me chamou de vagabunda. Logo em seguida, policiais do 25º BPM (Cabo Frio) chegaram e nos pediram que saíssemos do instituto – contou.
Orientadas por seus advogados, as sindicalistas desistiram de fazer uma queixa formal contra a diretora na 126ª DP (Cabo Frio). Além da coordenadora, as outras três integrantes do Sepe Lagos são: Marli Santos da Verdade, Narcisa Maria da Conceição e Mônica Almeida.
– Além da queixa-crime que faremos no Ministério Público, o Sepe denunciará a diretora à Secretaria Estadual de Educação – adiantou Denise.
A Folha dos Lagos entrou em contato com a Secretaria de Educação, mas até o horário de fechamento desta reportagem não havia recebido uma posição do órgão em relação ao ocorrido.

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Atenção REDE ESTADUAL

17/07/2014

o Sepe recomenda que os profissionais apresentem um documento nas metros quando convocados a escolher nova unidade escolar.  O documento deve ser impresso e assinado. 


Fonte: SEPE RJ

Concurso Público - São Pedro

O Prefeito Cláudio Chumbinho anuncia a realização do Concurso Público nº 01/2014, com mais de 1.000 vagas imediatas de emprego para a Prefeitura de São Pedro da Aldeia. O Edital será publicado no dia 28 de julho, no portal do Instituto Nacional de Concurso Público, a empresa realizadora, www.incp.org.br. De acordo com o cronograma previsto, as inscrições serão realizadas no período de 29 de julho a 15 de agosto e podem ser feitas pela internet ou de forma presencial, no Teatro Átila Soares da Costa. As provas objetivas de nível fundamental e superior serão aplicadas em 18 e/ou 19 de outubro. Já as de nível médio serão realizadas em 25 e/ou 26 de outubro. As provas práticas, necessárias a certos cargos, acontecerão em 28 e/ou 30 de novembro. O resultado final será divulgado em 20 de dezembro. Outras informações mais específicas serão divulgadas dia 28 de julho, no Edital. O Concurso aldeense engloba a contratação de profissionais em mais de 100 cargos, entre eles médicos, assistente social, cirurgião, arquiteto e outros, em regime estatutário.

No facebook Por Gabrielly Costa em 17/07/2014

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Cursos - REDE ESTADUAL - NTE

SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO RIO DE JANEIRO
SAPI: SISTEMA DE ADMINISTRAÇÃO E PUBLICAÇÃO DE INFORMAÇÕES
http://www.cted.educacao.rj.gov.br

Estamos retificando os horários dos cursos do PROINFO que serão oferecidos no NTERJ10 no mês de agosto: EDUCAÇÃO DIGITAL : Turma 1: início: 04/08 - carga horária: 60h (40h presenciais e 20h a distância) - Segunda-Feira 18:00 às 21:00 - duração: 4 meses - 1 encontro semanal Turma 2: início: 08/08 - carga horária: 60h (40h presenciais e 20h a distância) - Sexta-Feira 14:00 às 17:00 - duração: 4 meses - 1 encontro semanal TICs - ENSINANDO E APRENDENDO COM AS TICs Início: 05/08 - carga horária: 60h (40h presenciais e 20h a distância) - Terça-Feira 17:30 às 20:30 - duração: 4 meses - encontros quinzenais ELABORAÇÃO DE PROJETOS: Início: 07/08 - carga horária: 40h - Quinta-Feira 17:30 às 20:30 - duração: 4 meses - 3 encontros (início/meio/fim do curso) Inscrições:  Pelo SAPI :www.cted.educacao.rj.gov.br  No NTERJ10 : 2627-2685  Com mediador tecnológico da sua escola.

Saiu o decreto! A orientação é, para os que não foram substituídos, assumam suas turmas!

Aos que foram substituídos, o SEPE estará, de plantão,  orientando na coordenadoria.


Concurso Público - Rio Bonito

A Prefeitura de Rio Bonito, no Estado do Rio, divulgou o edital de um concurso público para 511 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os vencimentos oferecidos variam de R$ 724 a R$ 831. Os servidores cumprirão jornadas de 16h e 40h semanais.
As inscrições podem ser feitas pelo site do Instituto Nacional de Concurso Público (INCP) até 6 de agosto. Quem preferir pode comparecer no antigo Fórum na Rua Desembargador Itabaiana de Oliveira 95, Centro, Rio Bonito, das 10h às 16h. A taxa de inscrição custa de R$ 57 para o nível fundamental, R$ 73 para o nível médio e R$ 95 para superior. O edital com as regras da seleção pode ser consultado aqui.
Quem tem o nível fundamental completo poderá disputar 20 vagas de guarda municipal. Já quem tem o nível médio há chances para os cargos de auxiliar de educação infantil (40 vagas), auxiliar de educação infantil (50), professor II (178), professor de braile (3), Professor de Libras - ouvinte (10), Professor de Libras - surdo (2), Professor de Informática Educativa (30), Ledor /Transcritor de Braile (3), Técnico de Contabilidade (2), Programador (1), Professor I – Língua Portuguesa (13), Professor I – Artes (15) , Professor I – Inglês (10), Professor I – Ciências Biológicas (10), Professor I – História (9), Professor I – Geografia (8), Professor I – Matemática (18), Professor I – Filosofia (20) e Professor I – Educação Física (10).
já para graduados há chances nas atividades de professor orientador pedagógico (25), orientador educacional (15), supervisor educacional (7), analista de sistemas (2), contador (1), fisioterapeuta (1), fonoaudiólogo (1), psicólogo (1), procurador (2) e terapeuta ocupaciona


Leia mais: http://extra.globo.com/emprego/concursos/prefeitura-de-rio-bonito-abre-concurso-publico-para-511-vagas-13261159.html#ixzz37cyOACFB

terça-feira, 15 de julho de 2014

A ILÍADA


O grupo Creche na Coxia, com mais de 30 anos de atividades teatrais na cidade de Cabo Frio e com mais de cem prêmios acumulados ao longo destes anos em diversos Festivais de Teatro, ressurge com um novo espetáculo com estréia agendada para  25 de julho, no Teatro Municipal de Cabo Frio.
O grupo faz uma releitura do poema A ILÍADA,  escrito por Homero no ano 700 a.C. com texto e direção de Silvana Lima e músicas de Dio Cavalcanti. No elenco, para viver os heróis gregos e a saga da princesa Helena, estão Débora Diniz, Ivan Alves, Júlia Lima, Marcelas Rimes, Pedro Brandof, Ravi Arrabal, Rodrigo Rodrigues e Vivi Medina. Ivan Tavares assina a direção do espetáculo que traz oito músicas cantadas e tocadas ao vivo pelo elenco.


O grupo colocará em cena dois andaimes de 4,5 de altura por onde os atores ambientarão os castelos dos reis e outros cenários comuns à época, todos propostos pelo texto. A direção investe na fisicalidade dos atores que também se desprendem dos andaimes para viverem cenas de guerra no chão do palco e também brinca  com a (oni) presença do coro grego aproveitando suas múltiplas funções:  fornecer conselhos, exprimir opiniões, tomar parte ativa na ação; criticar valores de ordem social e moral, ser espectador e poder reagir aos acontecimentos e ao comportamentos das personagens - conferindo maior teatralidade à encenação e redimensionando os múltiplos significados do texto.

         O projeto A ILÍADA foi contemplado pelo PROEDI (Edital de Cultura da cidade de Cabo Frio EM 2013 PARA REALIZAÇÃO EM 2014. 



Declarações para os aposentados na ação do Nova Escola

Os aposentados da educação estadual que ainda não assinaram o termo de concordância a respeito da ação judicial para reivindicar os direitos sobre a gratificação do Nova Escola devem assinar os documentos e levá-los ao núcleo, regional
 mais próximos ou à sede do Sepe Central - os termos são uma concordância
 para o recebimento dos valores devidos corrigidos pelo índice da poupança:




 Declaração Nova Escola Filiado


Num país onde se associar e ler jornal é perigoso, imagine uma escola que funcione, que abra as pequenas mentes, que mostre outras versões, novas possibilidades. Imagine uma escola que ensine que não se pode aceitar o que é ruim, o estrago que não faz!

LEIA ISSO

Por: Mônica Raouf El Bayeh em 

NÃO LEIA ISSO! Pode ser perigoso. Caso insista, não diga que eu não avisei.

Segundo o chefe da polícia civil, Fernando Veloso, ter um mero jornal em casa já pode te ligar a ações violentas. Assovie, olhe para os lados, faça de conta que nada fez e delete este post, rápido, antes que seja tarde.
Ainda segundo Fernando Veloso, jornais, bandeiras, e outros materiais ditos inofensivos foram apreendidos porque ajudam a fortalecer a vinculação entre as pessoas que foram presas. Somos todos perigosos? Quando foi que viramos vilões? Eu me sentia tão inofensiva.
Temos uma espécie de polícia cartomante. Eles preveem o destino e prendem os meliantes, evitando que o pior aconteça. Só não previram que o safado que tramou o golpe dos ingressos ia fugir pela porta dos fundos junto com seu advogado.
Advogados, professores, menores, ainda estão presos sem motivo. O motivo é pelo que poderiam ter feito. Mas fizeram? Não, graças à uma ação rápida e preventiva, foram poupados de seus erros futuros. Num país onde não há política eficaz de prevenção na saúde, nem na educação, a segurança está bem à frente. Parabéns?
Pessoas foram cercadas na Praça Saens Peña, ícone da classe média tijucana. Impedidas de seu direito mais básico: o de ir e vir. Levaram bombas, ameaças, chutes e deboches. Olha, antes as cenas de violência eram longe, nas favelas. Achávamos que eram com ladrões, traficantes. Isso nos bastava, justificava tudo. Já nem sei mais se era mesmo. Agora é aqui na pista, como dizem os alunos. E pode ser com você.
Acho difícil ser policial. Trabalhar com o perigo, de cara com a morte. Sair sem saber se volta, com o medo do instante seguinte, a surpresa do que lhe aguarda. Eu não conseguiria viver assim. É uma vida bem difícil e, pior, mal remunerada, mal tratada e desvalorizada aos olhos de quem governa e aos olhos da população.
Conheço pessoas muito queridas que são da polícia. Protegem, sim a população. Se expõem diariamente. São honestos, dignos, bons de coração e excelentes seres humanos. Como em toda categoria, há os sem noção. São esses os que desprotegem, atacam, humilham a população e denigrem uma classe que só deveria merecer nosso respeito e admiração.
Muitas coisas que acabam como caso de polícia poderiam ter sido tranquilamente evitadas. Quer um exemplo? Eu estacionava meu carro quando vi, saindo de uma escola na zona norte, três menores. Um deles, com certeza, armado. Passou por mim ajeitando a arma na cintura. Foram tirados de dentro da escola pela própria diretora, porque as escolas municipais estão sem porteiros.
Você deixaria sua casa de portão aberto? Imagina seu prédio sem porteiro? Porque justo as escolas do município do Rio de Janeiro ficam ao léo, expostas a qualquer tipo de risco? Quem é o responsável por mais essa tragédia anunciada? O que se espera, que haja outra chacina para que os porteiros voltem? Depois da porta arrombada?
A falta de porteiros não é de graça. É o que eu acho. Já fizeram a conta do dinheiro economizado pela prefeitura enquanto os porteiros não voltam? Não? Façam. Quando há interesse real e boa administração não se deixa acabar um contrato impunemente. Não sem segundas intenções. Como poupar, por exemplo. E essa é mais uma economia porca e milionária.
Somos cercados de comunidades. Pessoas armadas circulam na vizinhança. Tinha que ter policiamento ostensivo, não tem. Tinha que ter detector de metal na porta. Não tem nem porteiro. Poupar às custas do risco de vida dos nossos meninos? Dos educadores, de todos os que trabalham nas escolas?
Agora tente, apenas tente, entrar na prefeitura sem se identificar. Veja se você consegue. Tente ir entrando no gabinete do prefeito e veja o que acontece. Educação virou terra de ninguém.
Outra economia astronômica é o não pagamento do décimo terceiro dos educadores. Os educadores foram descontados de todo o seu salário de uma única vez. Isso eu já contei aqui, é notícia velha. Esse desconto é inconstitucional porque impede a pessoa de levar dignamente seu dia a dia.
A grande esperança da classe era a saída do décimo terceiro. Mas, pasmem, sabem o que o prefeito fez? Descontou todo o décimo terceiro também. Crie a cena: você tem família, crianças, idosos, todos que dependem de você. Seu salário vem com tantos descontos que você ainda fica devendo? Vendo seus filhos passando fome, você não desesperava?
As dívidas se acumulam, você já não dorme mais de tanta angústia. Seu plano de saúde, que é também da sua família, é cancelado. Você sem dinheiro nem para comer, agora não pode ficar doente! Oi? Ministério Público, tem alguém em casa?
Experimente torturar ratos em laboratório, usar cachorrinhos fofos em experiências científicas. Vão pular no teu pescoço. Você será trucidado no Facebook. Eis que os educadores estão sendo torturados da forma mais vil e cruel pelo prefeito. Num cabo de guerra injusto e impiedoso. Tendo suas vidas e famílias postas em risco de vida, e nada é feito.
Cadê a justiça que não larga aquela balança e toma uma atitude?
Para os educadores, nem uma # no face, no twiter? Nem um #somostodoseducadores? Nada? Já fomos macacos, Neymar e outras tantas coisas que o valha. Olha que tem uns educadores que são bem fofinhos. #educadoresemperigodeextição não rola? Nem um esforcinho? Não rola uma ajuda?
Não vou forçar a barra, entendo esse pouco caso. Sabe porque os garis conseguiram as reivindicações e os educadores não? Analfabetismo não fede. Analfabetismo envenena como escapamento de gás, mata sem cheiro. Só se percebe tarde demais. Lixo não tem função social, mas o analfabetismo tem. Garante votos medíocres. Dá lucro.
Num país onde se associar e ler jornal é perigoso, imagine uma escola que funcione, que abra as pequenas mentes, que mostre outras versões, novas possibilidades. Imagine uma escola que ensine que não se pode aceitar o que é ruim, o estrago que não faz!

Fonte : EXtra 

Atenção!!! Novas datas!!!



segunda-feira, 14 de julho de 2014

Retorno da REDE ESTADUAL


Estivemos hoje cedo no C.E. Praia do Siqueira acompanhando 
os profissionais que retornaram da greve.
Foi tranquilo. A direção assinou o documento que apresentamos e pediu que aguardássemos a publicação do decreto anistiando os processos de "falta ao trabalho".
A boa notícia é que NÃO há nenhum professor substituindo grevista! ;)

O SEPE Lagos terá uma van para a coordenadoria de Niterói hoje às 13h, para dar entrada 
nos processos de "relotação".

Interessados liguem 2644 9898

domingo, 13 de julho de 2014

Orientação para retorno às aulas da REDE ESTADUAL:

No sábado, foi realizada uma plenária no SEPE Central com os profissionais que estão com processos e fora do quadro de horário. As orientações debatidas na plenária , para os profissionais que não estão conseguindo assumir sua função (incluindo professores que não conseguirem assumir suas turmas)  foram:
Não assinar o documento de reassunção feito pela Seeduc.
Entregar o documento preparado pelo SEPE, nesta segunda, na escola e metropolitana (guardar uma cópia do recebido). Entregar uma cópia do mesmo documento na regional ou SEPE Central.
Que os profissionais se apresentem (e entreguem este o documento) em suas escolas às 7h e na metropolitana a partir das 10h. Estaremos na Metropolitana a partir das 10h.
Segue o documento a ser entregue nas escolas e Coordenadoria.


Fonte SEPE Regional III





sexta-feira, 11 de julho de 2014

Atenção, URGENTE!!!! REDE ESTADUAL

SEPE-RJ TEM AUDIÊNCIA COM A SEEDUC - SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DO ESTADO

Hoje, dia 11 de julho, às 9 horas, a direção do SEPE/RJ teve audiência com a Secretaria de Educação. Participaram da audiência os coordenadores do Sindicato Alex Trentino, Gesa Correa, Marta Moraes, Ivanete e a professora Florinda Lombardi. Pela Secretaria de Educação, participaram Antoine Lousão, Subsecretário de Gestão de Pessoas, Paulo Fortunato e Cláudia Raybolt assessores do gabinete do secretário e Patrícia Reis Superintendente de Gestão de Pessoas.

A discussão central da audiência foi a situação dos profissionais de educação que estão com Inquérito Administrativo e perda de lotação. Os representantes do governo afirmaram que estiveram em contato com a ALERJ, e que hoje segue uma minuta para a Casa Civil afim de que sejam formalizadas, através de Decreto do governador as seguintes decisões:

1- Todos os processos serão arquivados para fins funcionais e de plano de carreira.

2- Os descontos realizados serão devolvidos no dia 02/08/2014. A direção do SEPE argumentou que essa devolução seja feita ainda em julho, pois os profissionais têm contas a pagar. Além disso, lembramos que o desconto do imposto de renda seria muito alto.

Sobre a perda de lotação, a SEEDUC afirmou que são aproximadamente 190 profissionais nesta situação. A secretaria argumentou que, em virtude da greve ter sido declarada ilegal, esses profissionais, ao entrarem no inquérito, perderam sua origem. Alegaram também que precisavam garantir o funcionamento normal das aulas após o recesso. O SEPE contra argumentou que, em primeiro lugar, a chamada de concursados foi para ocupar vagas reais, e que a greve é um direito, portanto essas vagas não poderiam ter sido disponibilizadas.

Essa decisão fere o que foi acordado pelo governo no Colégio de Líderes na ALERJ. Outra pergunta feita foi sobre a reposição das aulas e a penalização do processo pedagógico, caso a SEEDUC não garanta a origem de todos os professores. A SEEDUC afirmou que não discutiria reposição nesse momento, e que também se preocupa com o processo pedagógico.

Depois de muito debate, ficou formalizado que:

1- Todos os professores que tiveram comunicação de faltas (abandono) após o fim da greve em 27/07/14 terão sua lotação garantida;
2- Os professores que tiveram sua vaga ocupada por GLP não perderão sua lotação;
3- Os funcionários administrativos terão sua vaga garantida;
4- Os profissionais readaptados não serão prejudicados;
5- A SEEDUC passará essas orientações através de Comunicado às direções das escolas.

ORIENTAÇÕES PARA A CATEGORIA
OS PROFISSIONAIS DEVERÃO COMPARECER À SUA ESCOLA DE ORIGEM COM O DOCUMENTO ELABORADO PELO SEPE/RJ SOLICITANDO QUE A DIREÇÃO ASSINE O RECEBIMENTO PARA ATESTAR SUA APRESENTAÇÃO NA MESMA. SE VERIFICAR QUE SUA VAGA PERMANECE DISPONÍVEL, COMUNIQUE À DIREÇÃO A INTENÇÃO DE ASSUMÍ-LA ASSIM QUE O DECRETO FOR PUBLICADO. EM SEGUIDA, DIRIJA-SE À METROPOLITANA PARA CONHECER SUA SITUAÇÃO FUNCIONAL.

QUALQUER DIFICULDADE ENTRE EM CONTATO COM A COORDENAÇÃO GERAL
ALEX TRENTINO: 999782451
GESA LINHARES: 78438775/999956207
MARTA MORAES: 988403467
ELSON PAIVA: 988193470
IVANETE SILVA: 968665873


fonte: SEPE RJ

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Audiência com a SEEDUC em 03/07/2014

PresentesMirnaFlorinda, Vera do EgitoRosilene e Dodoradiretoras do Sepe
SEEDUC: Patrícia Reis, Paulo Fortunato e Claudia Reibolt, assessores do secretário Risolia
Nesta audiência questionamos a perda de lotação de quem fez a greve, os descontos dos dias parados e o prosseguimento dos inquéritos administrativos.

A SEEDUC informou que, devido à greve ter sido julgada ilegal e o MP pressionar a 
SEEDUC para regularizar o funcionamento das aulas, a secretaria, que já tinha previsto 
a chamada de novos concursados, colocou disponível no sistema os horários dos professores
que estavam com inquérito por abandono de serviço. E que esses profissionais voltarão
 para a escola após o abono do ponto por parte da Casa Civil, com decreto do governador.

A mesma orientação foi feita com relação à folha suplementar para a devolução dos descontos. A SEEDUC está esperando a ordem do governador.

 Insistimos que o governo, na pessoa do deputado André Correa, fez um acordo com o SEPE, com anuência do Colégio de Líderes da ALERJ, e que esse acordo estava sendo descumprido.
 Informam-nos que um e-mail do Deputado André Correa para o secretário Risolia explica
 os termos do acordo e que eles reconhecem.

Por isso, vão provocar a Casa Civil para que essa envie oficialmente os termos do acordo. Assim, os profissionais poderão voltar a trabalhar.

Solicitamos nova audiência entre o sindicato e o secretário, o mais rápido possível. 

Não vote!

Então, diga-me: O que tem um partido a ganhar quando entra com uma ação no Tribunal de Justiça contra o ganho real dos servidores de uma cidade?
Tente me esclarecer por que, podendo acabar com esse suplício, pede vistas de um processo num ano eleitoral e que o personagem principal da denúncia é candidato a deputado?
Tem resposta? Eu não.

Pois é... então,  na dúvida: Não vote!

quinta-feira, 3 de julho de 2014

Professor punido por greve... GREVE É DIREITO!!!!






Professores punidos com código 30 (falta não justificada) ao invés do código 61(greve) e por isso perderão lotação. A direção do CE Praia do Siqueira, única Cabo Frio em tomar tal atitude, penaliza grevista de forma vergonhosa!!
Também aqui professores perderam sua lotação, suas turmas e estão sofrendo pressão psicológica como castigo. Aliás, deverá o estado e seus capangas pagarem por todo mal!!!
Não passarão!!!!